2º maior campeão da história da competição, o Grêmio começa a entender como será o seu caminho na edição 2023 da Copa do Brasil. Isso porque a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), confirmou os novos valores de premiação para todas as fases do torneio, que ainda não tem data definida para começar.

A entidade máxima do futebol nacional ainda não divulgou oficialmente as cifras, mas confirmou a informação trazida pelo site Ge.globo. Para 2023, o valor reservado para premiações é de R$420 milhões. Desta quantia, R$100 milhões serão pagos apenas na grande final, sendo R$70 milhões para o campeão e R$30 milhões para o vice-campeão.

Vale lembrar que, assim como no ano passado, as premiações na 1ª e 2ª fase do campeonato variam de acordo com o grupo em que o clube classificado está posicionado. Entretanto, o que mudou foi o critério de divisão: Antes era baseado no ranking de clubes, enquanto agora é pelas divisões do Campeonato Brasileiro.

O grupo 1 é formado pelos 10 clubes da série A que não estão na atual edição da Libertadores, enquanto o grupo 2 contém 16 clubes da série B do Campeonato Brasileiro e o grupo 3 é formado por clubes das séries C,D e que não tem divisão. Confira abaixo a divisão completa:

GRUPO 1: América-MG, Bahia, Botafogo, Coritiba, Cuiabá, Goiás, Grêmio, RB Bragantino, Santos e Vasco da Gama

GRUPO 2: ABC, Atlético-GO, Avaí, Botafogo-SP, Ceará, Chapecoense, CRB, Criciúma, Ituano, Juventude, Londrina, Ponte Preta, Sampaio Corrêa, Tombense, Vila Nova e Vitória.

GRUPO 3: Humaitá-AC, São Francisco-AC, ASA-AL, CSA, Trem-AP, Manaus, Princesa do Solimões-AM, Atlético de Alagoinhas, Jacuipense, Bahia de Feira, Caucaia, Ferroviário, Iguatu, Brasiliense, Ceilândia, Real Noroeste, Vitória-ES, Cordino, Tuntum, União Rondonópolis-MT, Nova Mutum-MT, Operário-MS, Athletic, Caldense, Democrata, Remo, Tuna Luso, Águai de Marabá, Campinense, Botafogo-PB, Maringá, Náutico, Retrô, Santa Cruz, Fluminense-PI, Parnahyba, Nova Iguaçu, Resende, Volta Redonda, América-RN, Ypiranga de Erechim, Brasil-RS, São Luiz, Real Ariquemes, São Raimundo-RR, Brusque, Camboriú. Marcílio Dias, Ituano, São Bernardo, Marília, Sergipe, Falcon e Tocantinópolis.

Time do Grêmio levanta a taça da Recopa Gaúcha. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Time do Grêmio levanta a taça da Recopa Gaúcha. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Outro ponto importante é que, os clubes que alguns clubes entram apenas na 3ª fase do torneio. São eles: Palmeiras, Internacional, Fluminense, Corinthians, Flamengo, Athletico, Atlético-MG e Fortaleza (estão na Libertadores), São Paulo (via Brasileirão), Cruzeiro (campeão da série B 2022), Sport (Copa do Nordeste) e Paysandu (Copa Verde).

Veja abaixo as premiações por fases da Copa do Brasil 2023:

FASE DO TORNEIO GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPO 3
1ª FASE R$1,4 milhão R$1,250 milhão R$750 mil
2ª FASE R$1,7 milhão R$1,4 milhão R$900 mil
3ª FASE R$2,1 milhões R$2,1 milhões R$2,1 milhões
OITAVAS DE FINAL R$3,3 milhões R$3,3 milhões R$3,3 milhões
QUARTAS DE FINAL R$4,3 milhões R$4,3 milhões R$4,3 milhões
SEMIFINAL R$9 milhões R$9 milhões R$9 milhões
VICE-CAMPEÃO R$30 milhões R$30 milhões R$30 milhões
CAMPEÃO R$70 milhões R$70 milhões R$70 milhões

Dessa maneira, se o time campeão vier do grupo 1, receberá de premiação a quantia de R$91,8 milhões, valor bem acima do que o Flamengo recebeu no ano passado. O rubro-negro, ao bater o Corinthians na grande decisão, arrecadou R$76,8 milhões.

5 vezes campeão do torneio, o Grêmio busca o seu 5º troféu da Copa do Brasil. O clube já venceu em 1989, 1991, 1994, 2001 e 2016.