Os gols serviram apenas para aumentar a empolgação da torcida gremista em relação a Luis Suárez. Já artilheiro da temporada com 5 gols em 3 jogos pelo tricolor, o atacante uruguaio também se tornou um grande sucesso fora de campo, ou seja, nos quesitos financeiro e comercial.

Toda a empolgação é medida pelo aumento considerável do número de sócios: Cerca de 15 mil torcedores iniciaram sua associação após o anúncio da contratação de Suárez. A tendência é que este índice ainda aumente mais, pela demora no atendimento do clube em relação a alta demanda.

Este aumento reflete aproximadamente R$1,2 milhão de receitas com as novas mensalidades. Internamente, o "efeito Suárez" é considerado muito positivo e até surpreendente, mesmo que parte dos vencimentos do jogador sejam bancados pelo quadro social. Vale lembrar que os salários de Suárez são pagos com 3 "pilares": Receita do clube, 2 patrocinadores externos e os novos sócios do clube.

Suárez foi responsável pelo aumento considerável de sócios do Grêmio em um único mês. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Suárez foi responsável pelo aumento considerável de sócios do Grêmio em um único mês. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Venda de camisas também aumentou de forma considerável

Além dos novos sócios, outro dado que demonstra o efeito positivo da maior contratação da história do clube é o aumento significativo na venda de camisas dentro das lojas oficiais, principalmente no estádio.

Desde a chegada de Suárez, foram vendidas aproximadamente 5 mil camisas personalizadas com nome e número do jogador. Vale lembrar que o lucro sobre as unidades vendidas é relativamente pequeno e tem resultado maior no campo do marketing, do que propriamente em termos de receita.

A meta da direção gremista é atingir a marca de 100 mil sócios, uma marca nunca alcançada na história do clube.