Há cerca de 20 dias, o Grêmio anunciou oficialmente o lançamento de sua 3ª camisa para a temporada 2023. Na cor preta e com detalhes em azul, a fornecedora de materias esportivos do clube atendeu o pedido da torcida e mesmo com pouco de tempo de comercialização do modelo, o sucesso já está confirmado.

Não é a primeira vez neste ano que as camisas representam vendas acima do esperado. O modelo na cor azul celeste, que foi lançado ainda no ano passado, teve aumento significativo nas unidades vendidas, alavancadas pela contratação do atacante uruguaio Luis Suárez.

Camisa preta gera receita milionária ao Grêmio em 20 dias

Para mencionar o sucesso de vendas do modelo, o primeiro relatório feito pelo departamento de marketing do Grêmio revelou que, em uma semana, 2.600 unidades já haviam sido comercializadas, gerando arrecadação de cerca de R$ 1 milhão.

Agora, com pouco mais de 20 dias de vendas, o número subiu para 5.000 unidades. Este número representa uma arrecadação de aproximadamente R$ 1.9 milhão no valor bruto. 2023 já é um ano histórico em relação ao número de produtos oficiais vendidos nas lojas oficiais do clube.

Camisa preta já é um sucesso de vendas em cerca de um mês após o lançamento. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Camisa preta já é um sucesso de vendas em cerca de um mês após o lançamento. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Em 6 meses, as vendas já superaram o ano completo de 2017, quando o time chegou ao título da Copa Libertadores da América. O resultado comercial está muito acima de todas as projeções feitas nos primeiros meses da nova gestão, liderada pelo presidente Alberto Guerra.

Justamente pensando em manter esta onda positiva nas vendas, o clube já busca um grande nome para substituir Luis Suárez dentro e fora de campo. O uruguaio antecipou o fim de seu contrato e com isso, a ideia é buscar um nome de peso para ser a referência técnica e comercial do elenco.