A janela de transferências abre apenas no dia 3 de julho, mas o Grêmio já iniciou diversas movimentações para ajustar o elenco visando a segunda parte da temporada. E em termos de contratações, o clube já definiu seu principal alvo: Trata-se do atacante Michael, atualmente no Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Grande desejo do técnico Renato Portaluppi desde o início deste ano, o jogador é considerado internamente como opção perfeita para ser o novo titular da equipe, já que a avaliação é de que faltam atacantes de lado de campo. Tendo em vista as características do atleta, é considerado uma peça única no mercado.

Entretanto, as tratativas com o Al-Hilal ainda estão longe de uma definição positiva. Mesmo que exista um pré-acerto com o atacante e seus representantes, existe uma grande divergência em relação aos moldes da operação entre os clubes.

O grande obstáculo do Grêmio para acertar a contratação de Michael

Em situação delicada financeiramente, o Grêmio tem como seu primeiro objetivo viabilizar um empréstimo, algo que não deve acontecer. O Al-Hilal pagou cerca de 8,4 milhões de dólares para tirar Michael do Flamengo e agora busca, pelo menos, diminuir o prejuízo.

Michael segue sendo o grande alvo do Grêmio para a próxima janela de transferências. (Foto: Al-Hilal / Divulgação)
Michael segue sendo o grande alvo do Grêmio para a próxima janela de transferências. (Foto: Al-Hilal / Divulgação)

Por isso, o clube árabe deve apenas abrir de fato negociações por uma venda. Sabendo disso, o Grêmio pode buscar novamente a ajuda de Celso Rigo, empresário que já fez aportes financeiros para auxiliar o clube em contratações.

Mesmo assim, o entendimento é de que será difícil chegar ao valor pretendido e o clube já busca outras opções no mercado. O plano B é Soteldo, que não tem permanência garantida no Santos e não será aproveitado pelo Tigres-MEX, clube que detém seus direitos econômicos. O clube mexicano pede cerca de R$20 milhões por 50% do jogador.