Antes mesmo de encontrar um substituto para Suárez, a direção do Grêmio precisa acertar a renovação do técnico Renato Portaluppi. O atual vínculo do treinador vai até o final deste mês, e para estender seu contrato, o ídolo pediu uma importante valorização salarial.

Apesar da grande relação entre as partes, a negociação não é tão fácil. Isto porque, para permanecer em Porto Alegre, o treinador pede um aumento significativo em seus ganhos mensais, bem maiores do que os padrões do clube.

Renato Portaluppi pede aumento salarial para renovar contrato

Atualmente, Renato recebe R$ 1,2 milhão no Grêmio, e para permanecer em 2024, o treinador pediu 50% a mais, logo, cerca de mais R$ 600 mil, totalizando R$ 1,8 milhão. O montante seria apenas para o treinador, ainda precisando o clube acertar com a comissão técnica os valores para o próximo ano.

A quantia está bem distante da realidade financeira do clube. É bem verdade que por 12 meses, o Tricolor manteve Luis Suárez no elenco com um salário até um pouco maior do que os R$ 1,8 milhão pedido por Renato. No entanto, para a contratação, o Grêmio contou com três fortes investidores para garantir os ganhos de Luisito.

Grêmio trata renovação de Renato como prioridade para 2024. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Grêmio trata renovação de Renato como prioridade para 2024. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Em contrapartida a pedida do treinador, o clube ofereceu um aumento de R$ 100 mil reais, totalizando R$ 1,3 milhão, algo bastante abaixo de suas intenções. As partes debatem agora um possível denominador comum para concluir a renovação até o final desta semana.

Apesar disso, a direção se mantém otimista com a renovação com o treinador e não tem nervosismo para fechar o negócio.