Mesmo ainda sem ter o acesso garantido matematicamente, o Grêmio já analisa suas possibilidades e o que 2023 pode reservar. Além disso, a permanência ou não de jogadores com contrato curto é uma das principais pautas do gabinete tricolor para a temporada que se aproxima.

Um dos jogadores que tem seu futuro indefinido no Grêmio é o atacante Janderson, emprestado pelo Corinthians até o fim desta temporada. Contratado com o aval do técnico Vagner Mancini, Janderson pode permanecer em Porto Alegre caso o tricolor entenda que seu desempenho em 2022 foi satisfatório. Entretanto, precisará pagar por isso.

Contrato de Janderson tem opção de compra

Grêmio e Corinthians estabeleceram o seguinte acordo por Janderson: Empréstimo até 31 de dezembro de 2022. Além disso, o tricolor recebeu 20% dos seus direitos econômicos por conta de uma dívida entre os clubes na negociação envolvendo Luan, em 2020.

Além disso, existe cláusula de opção de compra. Sendo assim, caso queira a permanência do atacante para 2023, precisa pagar o valor estipulado durante as negociações. É necessário também que a direção gremista comunique o movimento com 20 dias de antecedência ao fim do empréstimo.

Janderson pertence ao Corinthians, mas está emprestado ao Grêmio. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Janderson pertence ao Corinthians, mas está emprestado ao Grêmio. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Entretanto, a tendência é que Janderson deixe o Grêmio ao fim da temporada. Atualmente reserva do time comandado pelo técnico Roger Machado, o atacante conta com a concorrência de Biel e Guilherme no setor, o que dificulta seu maior aproveitamento. Até o momento, disputou 35 jogos, com 5 gols marcados.

Nesta temporada, Janderson ainda teve a possibilidade de trocar de clube. Isso porque o Goiás tentou sua contratação também por empréstimo, o que foi barrado por Roger Machado. A avaliação da comissão técnica é que suas características são importantes para a disputa da parte final desta temporada.