Mateo Coronel é o principal nome pretendido pelo Grêmio para o setor de ataque nestas últimas semanas da janela de transferências. Jovem atacante de 24 anos, o jogador desperta o interesse do tricolor, que após anunciar outros atletas, tratará do assunto com atenção até o fechamento da janela, na próxima quarta-feira (2).

Mateo está emprestado ao Atletico Tucumán pelo Argentinos Juniors. Seu empréstimo vai até dezembro deste ano e tem valor fixado de opção de compra em 1.8 milhão de dólares (R$ 8,5 milhões na cotação atual) por 75% dos direitos econômicos. A direção do Atletico Tucumán já comunicou publicamente que fará uso do seu direito.

Mesmo assim, o Grêmio tentou a contratação e conta com o desejo do atleta para facilitar uma liberação. Por conta disso, todos os cenários foram estudados para encontrar um molde de transferência satisfatório para todas as partes.

A condição pretendida pelo Atletico Tucumán para negociar Mateo Coronel com o Grêmio

Por ser um empréstimo simples, o Atletico Tucumán não tem estabelecido nenhum ressarcimento em caso de saída de Mateo Coronel. Não há prevista nenhuma taxa de vitrine, por exemplo, o que dificulta uma liberação antecipada, principalmente pelo ótimo desempenho do jogador na atual temporada.

Por isso, uma alternativa encontrada foi realizar 2 transferências dentro de uma mesma janela: A primeira seria o Atletico Tucumán exercer sua opção de compra e posteriormente, o jogador ser negociado com o Grêmio por um valor um pouco maior. Com isso, o Tucumán teria um lucro sobre o total das operações.

Entretanto, o principal desejo é de permanecer com o jogador. Internamente, o Grêmio praticamente descarta a contratação e o principal motivo para isso é o tempo de produzir toda a documentação, já que seria necessário formalizar 2 transferências em cerca de 24 horas. O clube argentino pede cerca de 2,5 milhões de dólares (R$ 11,9 milhões), dentro deste cenário. Além disso, o valor é considerado relativamente alto.

Mateo Coronel foi muito visado pelo Grêmio nesta janela de transferências. (Foto: Atletico Tucuman / Divulgação)
Mateo Coronel foi muito visado pelo Grêmio nesta janela de transferências. (Foto: Atletico Tucumán / Divulgação)

Existiria também um receio sobre a forma de pagamento em transferências com clubes brasileiros. O Atletico Tucumán acionou a FIFA para cobrar valores pendentes do Vasco sobre a negociação pelo zagueiro Capasso. Ou seja, se perderiam algumas horas para encontrar uma forma de pagamento satisfatória.

Nas primeiras conversas, quando o Grêmio negociou com o Argentinos Juniors, clube que é dono dos direitos do jogador, foi apresentada uma proposta de 1,5 milhão de dólares (R$ 7,1 milhões) por 50% do atacante. Com isso, o clube argentino ficaria com um percentual visando futura venda.