Voluntarioso e de bem com a torcida. É desta maneira que Thaciano ganha relevância e destaque após a chegada de Renato Portaluppi ao comando técnico do tricolor. Há 4 anos em Porto Alegre, o meia vem se tornando extremamente importante para o time nesta reta final de série B.

Entretanto, nem sempre foi assim. Sem espaço em 2021, Thaciano rumou ao futebol turco para atuar pelo Altay Sport, da Turquia, até a metade desta temporada. Apos 31 jogos e 3 gols marcados, teve retorno solicitado pela direção do Grêmio e por Roger Machado, técnico do time na ocasião.

Mesmo com outras propostas do futebol europeu e do mundo árabe, o jogador optou por retornar a Porto Alegre e cumprir seu contrato com o tricolor. Porém, para fazer isso possível, algumas exigências foram feitas por parte de seu staff, com o intuito de esclarecer sua posição no elenco e no clube.

As exigências de Thaciano para retornar ao Grêmio em 2022

Valorização no contrato e no salário

Para poder contar com Thaciano, o Grêmio precisou melhorar seu contrato. Sendo assim, foram feitos dois ajustes: Aumento salarial e de tempo de vínculo.

Em termos financeiros, o jogador subiu de nível em relação aos salários do elenco. Seus vencimentos, que eram de aproximadamente R$250 mil, passaram para o mesmo nível dos reforços contratados na última janela de transferências: cerca de R$350 mil.

Além disso, foram implantadas bonificações e uma cláusula de renovação automática. De acordo com seu desempenho, Thaciano pode ter seu contrato ampliado até dezembro de 2024, ou seja, ampliado por mais uma temporada.

Thaciano marcou 2 gols nas 2 partidas em que Renato Portaluppi comandou o time. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Thaciano marcou 2 gols nas 2 partidas em que Renato Portaluppi comandou o time. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Mudança de status no elenco

Outro fator debatido entre Thaciano e direção foi uma mudança de status no clube. Antes visto como um "operário", o jogador foi improvisado em diversas oportunidades, o que fez seu desempenho oscilar e perder prestígio com o torcedor.

Com isso, foi determinado que sua posição será no meio-campo, atuando como volante ou como meia articulador, se aproximando dos atacantes. Foi desta maneira que os dirigentes gremistas conseguiram um "reforço" que pode ser determinante para o acesso.