Martelo batido: O Grêmio não poderá mais contar com o meia Bitello. O jogador aceitou a proposta do Dínamo Moscou, da Rússia, e não atua mais com a camisa tricolor. Após algumas horas de indefinição sobre o aceite de ir ao futebol russo, o "ok" do atleta foi dado e a partir de agora, inicia-se a troca de documentos para oficialização da operação.

O Grêmio receberá 8 milhões de euros (R$ 42,4 milhões na cotação atual) pelos 70% dos direitos econômicos do jogador que possui. O restante do valor, que corresponde a 2 milhões de euros (R$ 10,6 milhões) será destinado ao Cascavel, clube paranaense que desenvolveu o jogador. Com isso, o valor total da venda é de 10 milhões de euros (R$53,1 milhões).

Além do valor, o Grêmio também terá direito a 20% de plus-valia visando uma futura venda. Com isso, o tricolor terá direito a receber esta porcentagem se a próxima negociação for acima de 10 milhões de euros. A informação do aceite foi publicada primeiramente pelo jornalista Jeremias Wernek.

Detalhes da proposta para o jogador

Para seduzir Bitello, já que não disputa nenhuma competição internacional nesta temporada, o Dínamo Moscou apresentou uma proposta considerável do ponto de vista financeiro. Seu salário será de aproximadamente R$700 mil, além de uma bonificação por cada vitória de seu novo time.

Bitello aceita oferta e deixa o Grêmio após 43 jogos. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Bitello aceita oferta e deixa o Grêmio após 43 jogos. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Outros benefícios também foram oferecidos ao atleta, como residência sem custos e outras necessidades pessoais e de seus familiares. Desde o início deste ano, esta foi a melhor oferta apresentada para a direção gremista, mesmo que abaixo dos valores solicitados em outros momentos.

O contrato de Bitello com o Grêmio era válido até dezembro de 2025 e seu salário era um dos menores do elenco (cerca de R$ 100 mil mensais). Foram 43 jogos com a camisa gremista, 9 gols marcados e 5 assistências.

Pelo tricolor, foram 3 títulos conquistados: O Campeonato Gaúcho nos anos de 2022 e 2023, além da Recopa Gaúcha de 2023.