Foi buscando "contratar" o seu torcedor que o Grêmio optou por acertar o retorno de Renato Portaluppi ao comando técnico do time. Anunciado há 15 dias após a demissão de Roger Machado, o maior ídolo gremista já causou impacto imediato, tanto dentro quanto fora de campo.

Se dentro das quatro linhas as 2 vitórias foram essenciais para retomar a tranquilidade dentro do G-4 da série B, fora delas também se notou o que é denominado internamente como "efeito Renato". No quadro social, por exemplo, cerca de 1.200 novas associações foram registradas após a chegada do treinador.

Já nas redes sociais, o efeito foi ainda maior. O clube registrou um aumento de aproximadamente 50% em interações nas publicações dentro dos perfis oficiais do clube.

Renato Portaluppi em sua apresentação oficial. (Foto: Diego Torbes)
Renato Portaluppi em sua apresentação oficial. (Foto: Diego Torbes)

Venda de camisas tiveram aumento significativo

Além disso, a venda das camisas do clube tiveram bom aumento. Na última quarta-feira (14), a Umbro, fornecedora de material esportivo, anunciou a La Celeste, 3ª camisa do clube para a temporada. Segundo o departamento de marketing tricolor, as vendas estão muito satsifatórias.

Por fim, a reaproximação entre clube e torcida também teve reflexo nas arquibancadas da Arena. Para a reestreia de Renato, na vitória pelo placar de 2x1 sobre o Vasco, o público total do estádio foi de 50.886 torcedores, confirmando a 2ª melhor marca do clube no ano.

Com 50 pontos e na 3ª posição da série B, o Grêmio busca mais um resultado positivo. Desta vez o adversário será o Novorizontino, nesta sexta-feira (16), às 21h30, fora de casa, em partida válida pela 30ª rodada da competição.