Grêmio e Internacional se enfrentam neste domingo (5), às 20h (Horário de Brasília), pela 10ª rodada da fase classificatória do Campeonato Gaúcho. Mais do que a primeira aparição do astro Luis Suárez e de tantos outros no maior clássico do futebol brasileiro, outro fator também chama atenção: O alto número de estrangeiros.

Ao todo, serão 9 jogadores nascidos fora do Brasil que estarão pelo menos entre os reservas da partida. Se o lateral-direito Mario Fernandes, naturalizado russo, também for contabilizado, serão 10 gringos presentes na Arena.

Os estrangeiros no Gre-Nal 438

  • Internacional: Fabrício Bustos e Mercado (Argentina), Nico Hernández (Colômbia) e Carlos De Pena (Uruguai) e Mario Fernandes (Brasil / Rússia)*;
  • Grêmio: Kannemann e Cristaldo (Argentina), Villasanti (Paraguai), Felipe Carballo e Luis Suárez (Uruguai).
Estrangeiros são base de Grêmio e Inter para a temporada 2023. (Foto: Divulgação / SC Internacional e Grêmio FBPA)
Estrangeiros são base de Grêmio e Inter para a temporada 2023. (Foto: Divulgação / SC Internacional e Grêmio FBPA)

Recentemente, a presença de jogadores estrangeiros em Grêmio e Internacional cresceu de forma considerável. Em 2021 e 2022, os duelos quebraram o recorde de gringos, também com 9 no total. Confira:

Internacional 1x0 Grêmio - Brasileirão 2021

  • Estrangeiros do Inter: Saravia, Victor Cuesta e Mercado (Argentina), Bruno Méndez (Uruguai) e Palacios (Chile);
  • Estrangeiros do Grêmio: Kannemann (Argentina), Villasanti (Paraguai), Borja e Campaz (Colômbia).

Internacional 1x0 Grêmio - Gauchão 2022

  • Estrangeiros do Inter: Bustos, Victor Cuesta e D´alessandro (Argentina) e Bruno Méndez (Uruguai);
  • Estrangeiros do Grêmio: Villasanti (Paraguai), Kannemann e Benítez (Argentina), Campaz e Orejuela (Colômbia).

Entretanto, este recorde deve ser quebrado rapidamente. Isso porque os 20 clubes da série A do Campeonato Brasileiro aprovaram o aumento no limite de estrangeiros permitidos por time em uma mesma partida, passando de 5 para 7. Cada vez mais, o clássico Gre-Nal não é apenas brasileiro.