O ano de 2023 foi extremamente intenso e positivo para o torcedor do Grêmio. A linda passagem do atacante Luis Suárez e o vice-campeonato do Brasileirão marcaram de forma extremamente positiva a volta do tricolor gaúcho para a elite do futebol nacional.

O ano passado também marcou um aumento absurdo da quantidade de sócios do clube. Antes da chegada de Suárez, aproximadamente 60 mil gremistas eram associados. Hoje, este número subiu consideravelmente, correspondendo a um aumento de quase 100%.

Internamente, o clube avalia uma elevação de quase R$3,7 milhões mensais nos cofres do clube, aumentando ainda mais a expectativa para 2024.

Quantos sócios o Grêmio tem hoje?

O último balanço divulgado pelo Grêmio, que aconteceu nesta sexta-feira (16), configurou a marca de 112.950 mil sócios, considerando apenas as modalidades associativas.

O recorde pertence ao mês de janeiro de 2024, quando o clube apresentou 118.013 sócios ativos. Antes disso, o maior índice de sócios da história tricolor pertencia ao ano de 2017, quando o time foi campeão da Copa Libertadores da América e atingiu cerca de 92,7 mil sócios.

O novo objetivo da direção gremista é de atingir a marca de 120 mil associados. Esta marca corresponde a um aumento de cerca de R$5,5 milhões mensais, auxiliando o clube a ganhar fôlego nos cofres. Esta é uma fonte importante de receitas para, até mesmo, ajudar a arcar com a folha salarial, que está projetada em quase R$14 milhões.

Até o momento, o clube já anunciou 6 reforços: O goleiro Agustín Marchesín, ex-Celta de Vigo, além do meia Dodi e o atacante Soteldo, ambos vindo do Santos, o meia Du Queiroz, do Zenit, do lateral-esquerdo Mayk, ex-Guarani e do atacante Diego Costa.