O Grêmio pode conseguir a vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América já após o duelo contra o Atlético-MG no domingo (26), às 16h (Horário de Brasília). Com a ajuda de resultados paralelos, o time comandado por Renato Portaluppi deve atingir um dos objetivos estabelecidos para este ano.

A confirmação da presença gremista no torneio ajuda a cúpula a iniciar seu planejamento para 2024 de forma antecipada. Seja pelo aumento nas receitas ou também visando uma maior facilidade nas negociações por reforços, a vontade dos mandatários é, dentro das possibilidades, aumentar o investimento no time.

Grêmio quer aumentar investimento no time em 2024

Vale lembrar que, neste ano, o clube gastou cerca de R$49 milhões entre compras e pagamento de taxa de empréstimos. As duas compras mais caras foram pelo volante Carballo e pelo meia Franco Cristaldo, que custaram R$21 milhões e R$ 24,5 milhões, respectivamente.

Além disso, também aconteceu o investimento sobre a contratação de Luis Suárez. Para ter o uruguaio em seu elenco, foi necessária a ajuda de investidores externos e que culminou com o maior salário do grupo comandado por Renato Portaluppi: Aproximadamente R$1,9 milhão mensais.

Luis Suárez foi o principal investimento do Grêmio neste ano. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Luis Suárez foi o principal investimento do Grêmio neste ano. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

A ideia é que, com a conclusão de algumas vendas e as premiações das competições em 2023, o clube tenha maior capacidade de investimento. Se estiver na fase de grupos da Libertadores, por exemplo, a premiação é de 3 milhões de dólares (R$ 14,6 milhões).

Folha salarial também deve aumentar

A melhora na capacidade do orçamento também deve se refletir na folha salarial, que atualmente está em R$ 12,5 milhões. Se a situação planejada pela direção se confirmar, existe possibilidade real do elenco de 2024 tenha o mesmo patamar de 2021, quando o custo do grupo era superior a R$ 15 milhões.

A avaliação interna é de que faltam opções em alguns setores importantes, principalmente porque no próximo ano o número de jogos será maior e que exigirá rodízio entre os jogadores. 5 posições são consideradas as prioridades para 2024:

  • Lateral-esquerdo;
  • 1º volante;
  • Meia de criação;
  • Ponta de velocidade e boa capacidade de drible;
  • Centroavante.

Por fim, a busca por zagueiros e um goleiro experiente está na pauta, mas sem ser considerada uma prioridade do Departamento de Futebol.