Após semanas de negociação, o Grêmio decidiu descartar a contratação do atacante Rodrigo Muniz. O jogador de 22 anos e que atuou emprestado pelo Fulham ao Middlesbrough na última temporada não tem permanência garantida no clube inglês, mas está valorizado e não deve ter seu preço reduzido.

O Grêmio já realizou duas propostas oficiais por Muniz e teve ambas recusadas. Seja pelo molde de negócio ou pelos valores oferecidos, as tratativas não evoluíram e com isso, diante de valores acima da realidade do tricolor no momento, o nome foi descartado pelo Departamento de Futebol.

Grêmio não deve avançar pela contratação de Rodrigo Muniz. (Foto: Middlesbrough / Divulgação)
Grêmio não deve avançar pela contratação de Rodrigo Muniz. (Foto: Middlesbrough / Divulgação)

Detalhes das propostas oferecidas pelo Grêmio ao Fulham por Rodrigo Muniz

Como dito acima, o Grêmio realizou duas propostas por Rodrigo Muniz, sendo apenas uma delas de forma oficial. Primeiramente, o tricolor sondou os ingleses pela possibilidade de empréstimo, algo que foi completamente descartado.

Sendo assim, o clube trabalhou por uma proposta oficial de compra de parte dos direitos econômicos do atleta. O Grêmio ofereceu 2,5 milhões de euros (R$ 13,4 milhões na cotação atual) por 50% do passe de Muniz. A oferta também foi rechaçada.

A pedida do Fulham por Rodrigo Muniz foi de 8 milhões de euros (R$ 43 milhões) por 100% dos direitos econômicos ou cerca de 5 milhões de euros (R$ 26,9 milhões) por 50% do jogador.

Além disso, surgiram interesse de outros clubes por Rodrigo Muniz. Dentre eles, estão o Toluca, do México, e o Genk, da Bélgica, que sinalizaram ao Fulham a possibiidade de bancar os valores solicitados. No Brasil, o Atlético-MG também buscou informações sobre os valores de uma possível operação.