Um dos maiores ídolos da história do Grêmio e peça extremamente importante no time hoje comandado pelo técnico Renato Portaluppi, o zagueiro Walter Kannemann acertou sua renovação de contrato com o tricolor e ficará no clube por, pelo menos, mais 2 temporadas. Ao lado de Luis Suárez e Geromel, puxa a fila entre os grandes personagens de identificação com o torcedor.

Foi necessário que a atual direção gremista, liderada pelo presidente Alberto Guerra e pelo vice-presidente de futebol, Antônio Brum, antecipasse o início das negociações pela ampliação do vínculo após o interesse de clubes do exterior, principalmente do futebol argentino. O Independiente, por exemplo, estava disposto a pagar a multa rescisória prevista no antigo contrato, que era de aproximadamente 800 mil dólares (R$ 3,9 milhões na cotação atual).

O novo contrato e o salário de Kannemann

A renovação de contrato de Kannemann com o Grêmio gerou um vínculo que agora, terá validade até dezembro de 2025. Além disso, seu salário teve uma valorização importante, já que foi necessário cobrir o valor proposto pelo Independiente, que era de cerca de R$550 mil.

Os vencimentos do antigo acordo, que eram de R$450 mil, serão mantidos até o fim deste ano e por um motivo fundamental: Metas e gatilhos financeiros. Kannemann receberá bonificações se atingir 60 ou 70% de presença nos jogos da atual temporada.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Por isso, seu novo contrato será oficialmente válido a partir de janeiro de 2024, mesmo que já assinado e oficializado. A permanência do zagueiro era considerada fundamental nos bastidores, principalmente pela indefinição sobre a sequência da carreira de Geromel.

Desde 2016 no Grêmio, Kannemann conquistou os títulos da Copa do Brasil de 2016, da Copa Libertadores da América de 2017, da Recopa Sul-Americana de 2018 e do Campeonato Gaúcho nos anos de 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023.