Restando menos de 2 semanas para o fechamento da janela de transferências e ainda sem resolver de forma definitiva a situação de Luis Suárez, o Grêmio trabalha por outras frentes para reforçar o elenco comandado pelo técnico Renato Portaluppi. E, uma das prioridades do clube é a contratação de atacantes, setor muito carente de peças neste momento.

Com isso, as análises e conversas para buscar informações sobre possíveis alvos são frequentes e a cada dia, novos nomes são oferecidos e trabalhados pelo Departamento de Futebol. Um destes nomes, que entrou na pauta recentemente, é o de Brian Rodríguez, uruguaio de 23 anos e que atualmente defende o América, do México.

No futebol mexicano desde agosto de 2022, o jogador é tido como uma grande promessa do futebol uruguaio, mas ainda não desempenhou o esperado. Antes de ser contratado pelo América, quando ainda defendia o LAFC, dos Estados Unidos, o atacante esteve no radar de Flamengo e Internacional.

Brian Rodríguez foi oferecido ao Grêmio nas últimas semanas. (Foto: Imago7)
Brian Rodríguez foi oferecido ao Grêmio nas últimas semanas. (Foto: Imago7)

Brian é apenas um dos nomes que, através de intermediários, são indicados para a direção do Grêmio. Recentemente, o clube tentou acertar com Facundo Pellistri, também uruguaio e que está no Manchester United. Entretanto, o clube inglês não pretende emprestar o atleta para o futebol sul-americano neste momento.

Pelo América, Brian disputou 25 jogos, com 4 gols marcados e 2 assistências. Pela sua condição financeira, o Grêmio busca opções para o ataque, mas a preferência é por alguma negociação via empréstimo, o que não traria custo de transferência no momento.

O valor pedido para negociar Brian Rodríguez

O tricolor recebeu, além do oferecimento do atleta, a informação que a negociação pode avançar se os valores atingirem os 3,5 milhões de dólares (R$ 16,7 milhões na cotação atual). Por isso, a tendência é de que a situação não tenha uma evolução.

Paralelo a isso, o Grêmio segue no aguardo de Michael, que ainda tenta sua liberação junto ao Al-Hilal, da Arábia Saudita. Este segue sendo o grande desejo de Renato para a sequência da temporada.