23 anos, muito futebol e alvo de observação constante de times do futebol europeu: É desta forma que, a cada partida, o meia Bitello se torna essencial para o funcionamento do time comandado e pensado pelo técnico Renato Portaluppi. Após ser vice-artilheiro gremista em 2022 no seu 1º ano como profissional, o jovem jogador manteve a grande evolução no time tricolor.

Aposta de Roger Machado, Bitello superou as oscilações do time na 2ª divisão e hoje, mesmo em nova função no meio-campo, conseguiu adaptação rápida e é o termômetro do time. Tal desempenho rendeu o prêmio de melhor jogador da edição 2023 do Campeonato Gaúcho.

Entretanto, o destaque e o enorme potencial já chamam, há algum tempo, de clubes do exterior, mais precisamente do futebol europeu. Além disso, a atual situação financeira do Grêmio é considerada crítica pelos dirigentes, que admitem uma saída na próxima janela de transferências. Mesmo assim, existem dois cenários cogitados e que dependem de outras negociações.

Aos 23 anos, Bitello é um dos destaques do time de Renato Portaluppi. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Aos 23 anos, Bitello é um dos destaques do time de Renato Portaluppi. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

O planejamento do Grêmio para Bitello em 2023

A direção gremista colocou a meta de aproximadamente R$75 milhões em vendas de jogadores para este ano. Entretanto, existe grande possibilidade de negociações envolvendo o lateral-direito Vanderson e o atacante Pepê, de Mônaco e Porto, respectivamente.

O tricolor possui percentual destes atletas, que se de fato trocarem de clube na próxima janela de transferências do futebol europeu, ajudarão a diminuir esta quantia necessária envolvendo atletas do atual elenco. Com isso, o clube ganha maior poder de negociação por Bitello, exigindo uma quantia maior do que os 8 milhões de euros projetados no ano passado.

Outro cenário, mais pessimista, é de que os ex-gremistas não sejam negociados. Com isso, o clube pode ter de aceitar uma quantia menor do que a esperada, tendo em vista uma maior necessidade de gerar receitas. Neste ano, a única venda contabilizada foi a de Thaciano para o Bahia, por R$1,5 milhão.

Bitello tem contrato com o Grêmio até dezembro de 2025 e sua multa rescisória para o exterior é de 60 milhões de euros (R$327 milhões na cotação atual).