Com o elenco reformulado e repleto de caras novas, o Grêmio iniciou oficialmente a temporada. A vitória por 4x1 rendeu o título da Recopa Gaúcha, mas agora as atenções estão voltadas para a estreia no Campeonato Gaúcho, onde o adversário será o Caxias neste sábado (21), fora de casa.

Entretanto, o tricolor também trabalha para resolver alguns assuntos fora de campo, como o fechamento do grupo para a sequência do ano. Neste momento, a prioridade está na saída de alguns atletas com pouco espaço no grupo.

A ideia é diminuir de forma gradual o custo da folha salarial do time profissional. Hoje, o elenco gremista custa aproximadamente R$12 milhões, quantia um pouco acima da considerada "ideal" pela direção tricolor (R$10 milhões).

Atualmente, o elenco ainda custa menos do que o grupo que disputou a série B do Campeonato Brasileiro em 2022. Mesmo assim, a avaliação interna é que algumas oportunidades podem aparecer durante a janela de transferências.

Elenco do Grêmio pode sofrer novas mudanças no início da temporada. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Elenco do Grêmio pode sofrer novas mudanças no início da temporada. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

2 estrangeiros valorizados e observados pelo mercado sul-americano

Dentro das possíveis opções no elenco gremista, dois atletas estão no foco dos clubes do exterior: Villasanti e Campaz. Ambos estrangeiros, os jogadores possuem valor de mercado, ou seja, são bem avaliados por clubes que buscam informações.

Campaz já recebeu algumas propostas oficiais. A mais recente foi do Santos Laguna, do México, que ofereceu empréstimo até dezembro e com valor fixado para opção de compra, além de uma quantia pelo empréstimo. A direção gremista recusou a proposta.

No caso de Villasanti, ainda não houve nenhuma proposta, ou seja, possíveis interessados buscaram informações via intermediários. Por sua importância no time, deve ter uma saída dificultada pelo clube.