Enquanto se aproxima cada vez mais do anúncio de reforços, a direção do Grêmio também volta as suas atenções para a possibilidade de saídas. O elenco comandado pelo técnico Renato Portaluppi deve sofrer várias modificações e que podem se confirmar nos próximos dias.

Com isso, o clube já definiu sua primeira estratégia no mercado para resolver a diminuição do número de atletas: Composição de negócios. Basicamente, o objetivo neste momento é incluir alguns jogadores em propostas por novas contratações e alvos.

O primeiro nome que foi utilizado nesta metodologia foi o de Campaz. Durante as tratativas com o Cuiabá pelo volante Pepê, o tricolor ofereceu a ida do meia colombiano por empréstimo até dezembro de 2023. A situação não evoluiu, mas é desta maneira que o Grêmio tenta negociar atletas sem espaço no elenco.

Elenco comandado pelo técnico Renato Portaluppi para 2023 deve sofrer grandes mudanças. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Elenco comandado pelo técnico Renato Portaluppi para 2023 deve sofrer grandes mudanças. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Internamente, a avaliação é que propostas oficiais cheguem em janeiro, quando as principais janelas de transferências da Europa e mercados paralelos abrem oficialmente.

Vale lembrar que a estreia do Grêmio na temporada será no dia 17 de janeiro, diante do São Luiz, em casa, pela final da Recopa Gaúcha. O planejamento é que o elenco já esteja praticamente fechado na reapresentação após o recesso de fim de ano, que está previsto para o dia 3 de janeiro.