O Grêmio anunciou, no início da tarde desta sexta-feira (2), a renovação de contrato com o volante Villasanti. O paraguaio, contratado na metade de 2021, assinou seu novo vínculo com o tricolor até dezembro de 2027 em encontro na Arena do Grêmio e que contou com as presenças de Antônio Brum, vice-presidente de futebol do clube, e Luiz Vagner Vivian, diretor executivo.

A permanência do volante era tratada como uma das prioridades do clube. Após ter a 1ª oferta negada pelo staff de Villasanti, o clube melhorou as condições e principalmente, ofereceu uma importante valorização salarial. O jogador estava em um patamar salarial considerado baixo, o que ajudou a atrair interesse de outros clubes.

Os termos do novo contrato de Villasanti com o Grêmio

Com permanência assegurada por mais 4 anos, Villasanti recebeu um aumento de aproximadamente 100% em relação aos vencimentos do antigo contrato. O salário, que era de cerca de R$250 mil, passa a superar a casa dos R$500 mil, se aproximando dos nomes mais importantes do elenco.

Atualmente, os jogadores mais bem pagos do grupo tricolor são JP Galvão (R$1.1 milhão), Soteldo (R$650 mil), Rodrigo Ely (R$580 mil) e Kannemann (R$550 mil). Além disso, outro salário considerado alto é o do técnico Renato Portaluppi, que tem vencimentos de aproximadamente R$1.4 milhão.

Villasanti foi contratado junto ao Cerro Porteño pela quantia de 3,5 milhões de dólares (R$18,3 milhões na cotação da época). O jogador já disputou 114 jogos pelo Grêmio, com 10 gols marcados e 3 títulos conquistados: Recopa Gaúcha de 2023, além do Gauchão em 2022 e 2023.