A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou nesta terça-feira (13) o aumento nos valores de premiação das competições da entidade. Em publicação oficial, foi revelado que os torneios disputados em 2024 terão uma premiação recorde.

Ao todo, R$ 1,5 bilhão serão distribuídos em prêmios, a serem divididos entre os campeonatos masculinos, femininos e de base. Nesta temporada, o Grêmio disputará a sua 22ª edição da Copa Libertadores da América, principal competição da Conmebol.

Divulgação / Conmebol
Divulgação / Conmebol

Na nota divulgada, a entidade revela que o valor prometido supera 2023, quando foi investido aproximadamente R$ 1,4 bilhão em premiações. A única competição que não está incluída é a Copa América, que será disputada entre junho e julho nos Estados Unidos.

"Além dessas novas políticas de premiação, outras iniciativas importantes incluem o reconhecimento monetário dos campeões mundiais, o compromisso de melhorar a competitividade dos torneios locais, a introdução do mérito esportivo na Conmebol Libertadores e na Conmebol, Sul-Americana, o posicionamento da Conmebol Libertadores Feminina e da Conmebol Recopa, bem como o apoio às Associações Membro nas datas FIFA a serem disputadas em 2024", destacou Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol.

Final na Argentina

O local da final da Libertadores da América de 2024 também foi revelado nesta terça-feira (13). A Federação de Futebol da Argentina (AFA) divulgou em suas redes sociais que Buenos Aires decidirá o mais novo campeão do torneio.

Em seguida, Alejandro Domínguez confirmou a cidade argentina como palco da finalíssima da Libertadores.