Campeão da Copa do Brasil de 2016 e da Copa Libertadores da América de 2017, Luan sempre está na lembrança do torcedor gremista. Revelado pelo clube em 2014, o meia é cogitado nos bastidores e lembrado pela nação tricolor desde que se transferiu ao Corinthians, no início de 2020.

Vendido por R$22 milhões e o abatimento da dívida gremista com o time paulista pela aquisição de Juninho Capixaba, Luan nunca rendeu o esperado e hoje está há cerca de 6 meses sem fazer uma partida oficial, estando completamente fora dos planos do elenco hoje comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Entretanto, um retorno de Luan ao Grêmio quase aconteceu no início deste ano. Foi o que revelou o técnico Renato Portaluppi em entrevista exclusiva à Revista Placar.

Renato e Luan trabalharam juntos no Grêmio entre 2016 e 2019. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Renato e Luan trabalharam juntos no Grêmio entre 2016 e 2019. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Luan quase voltou ao Grêmio em 2023

Segundo Renato, o próprio jogador o contatou nos primeiros momentos deste ano, com o objetivo de voltar ao clube que lhe rendeu o melhor momento de sua carreira. Entretanto, um avanço não foi possível por conta da situação financeira do Grêmio, que precisa reorganizar suas finanças:

"Ele (Luan) me procurou no início do ano. Ele tem um contrato com o Corinthians, e mesmo com um contrato bom com o Grêmio, saiu pro Corinthians por um contrato melhor. Hoje, o Grêmio é um dos clubes que financeiramente está passando por problemas, então fica difícil trazer um jogador como o Luan, pagando o salário dele.

Já diminuimos a folha de pagamento, já tivemos um problema com o Kannemann, e ainda bem que foi resolvido. Aí trazer o Luan, entra na parte financeira. Mesmo o Grêmio pagando metade do salário do Luan, ainda assim é alto, pelas condições financeiras que o clube está passando." comentou Renato.

Números de Luan pelo Grêmio

Luan atuou pelo Grêmio entre os anos de 2014 e 2019. Neste período, fez 293 jogos, com 77 gols e 60 assistências. Foi campeão da Copa do Brasil de 2016, da Copa Libertadores da América de 2017, da Recopa Sul-Americana de 2018, além do Campeonato Gaúcho nos anos de 2018 e 2019.

Individualmente, foi eleito o Rei da América de 2017 e o melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2015. Também foi campeão das Olimpíadas de 2016, sediada no Rio de Janeiro.

É o 3º maior artilheiro da história da Arena do Grêmio, com 41 gols marcados. No ranking, está atrás apenas de Everton e Diego Souza, com 43 e 55 gols, respectivamente.