Em meio a um resultado negativo e a quase eliminação gremista na Copa do Brasil, o torcedor tricolor teve uma boa notícia para a sequência da temporada. Em entrevistas antes e depois do jogo, o técnico Renato Portaluppi confirmou que o atacante Luis Suárez ficará no clube, pelo menos, até dezembro deste ano.

A situação era trabalhada nos bastidores, que viram o interesse do Inter Miami enfraquecer nos últimos dias. A direção tricolor exigia o pagamento de pelo menos 15 milhões de dólares (R$ 71 milhões na cotação atual) para liberar o jogador imediatamente. Por questões de saúde financeira, o clube norte-americano não pode pagar o valor suficiente.

"Já seguramos o Suárez com a gente até dezembro. A novela podia ir até o dia 2, ela foi antecipada e acabou. Esse já é um grande reforço pra gente." comentou Renato.

Suárez ficará no Grêmio até dezembro deste ano. Interesse do Inter Miami esfriou recentemente. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Suárez ficará no Grêmio até dezembro deste ano. Interesse do Inter Miami esfriou recentemente. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Grêmio deve anunciar volta de Luan e busca outros reforços na reta final da janela

Renato confirmou também que o clube busca fechar algumas contratações nesta última semana de janela. Segundo ele, alguns nomes foram observados e analisados pelo treinador e pela direção nos últimos dias:

"A gente está correndo atrás. O Luiz Vagner (executivo de futebol), juntamente com o Antônio Brum (vice-presidente de futebol) e com o aval do presidente, no domingo (23), fui no clube pra trocar algumas ideias, analisamos alguns jogadores. Os reforços vão chegar, até dia 2 a gente tem tempo, mas esses reforços vão chegar e quanto mais reforços chegarem para melhorar o nosso grupo, melhor." finalizou Renato.

Em meio a isso, o clube prepara o retorno do meia Luan após 3 anos e meio. O jogador tem desembarque previsto para às 13h30 (Horário de Brasília) desta quinta-feira em Porto Alegre e assinará contrato até dezembro deste ano. Seu salário será de aproximadamente R$ 50 mil e terá cláusulas de produtividade.