A titularidade e as boas atuações de Gabriel Grando trouxeram cenário de incerteza sobre o futuro dos seus colegas de posição. E após a ida de Adriel ao Bahia, Brenno também tem negociações em andamento para deixar o tricolor gaúcho nesta reta final de janela de transferências.

Nos últimos dias, as conversas para uma saída de Brenno se intensificaram com o Bari, clube da 2ª divisão italiana e que quase obteve o acesso na última temporada. Na última segunda-feira (24), houve um novo contato entre as partes, para discutir os moldes de um possível acordo.

Entretanto, neste momento, não houve avanço nas tratativas. Existe divergência em alguns pontos, principalmente no que diz respeito ao valor que o Grêmio receberá imediatamente como taxa de empréstimo. Veja abaixo todos os detalhes.

A proposta do Bari para a contratação de Brenno

A primeira sinalização dos italianos foi de um empréstimo de um ano, ou seja, até a metade de 2024. Além disso, houve a sinalização de um pagamento imediato pelo empréstimo oneroso, além de fixar um valor responsável pela opção de compra no valor de 2 milhões de euros (R$ 10,5 milhões). A informação foi apurada em conjunto com o site Pianeta Bari, especializado em informações do clube.

A grande divergência no momento é sobre o valor da taxa de empréstimo. O Bari sinalizou primeiramente com 200 mil euros (R$ 1 milhão), enquanto a pedida do Grêmio é próxima aos 700 mil euros (R$ 3,6 milhões na cotação atual).

Brenno pode ser mais um jogador a deixar o Grêmio nesta janela. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Brenno pode ser mais um jogador a deixar o Grêmio nesta janela. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

O restante do acordo é aceito pelas partes. Vale lembrar que, caso o empréstimo se concretize, Brenno precisará renovar seu contrato com o Grêmio primeiramente, já que seu vínculo com o tricolor vai apenas até dezembro do próximo ano.

Brenno possui um dos menores salários do elenco gremista, com vencimentos de aproximadamente R$ 120 mil. Nesta temporada, foram apenas 8 jogos disputados, sendo 6 no Gauchão, 1 na Recopa Gaúcha e 1 no Campeonato Brasileiro. O Grêmio possui 60% dos direitos econômicos do atleta.