Restam apenas 7 jogos para o fim da atual edição da série B do Campeonato Brasileiro e o Grêmio precisa administrar muitos problemas, dentro e fora de campo. Um deles é o alto número de jogadores que estavam pendurados com dois cartões amarelos.

Este obstáculo foi, por ora, resolvido. Após encaminhar a vitória de 3x0 sobre o Sport, o técnico Renato Portaluppi solicitou que alguns jogadores "forçassem" um cartão amarelo para cumprir suspensão automática e tivessem a ficha limpa para a sequência do campeonato.

Sendo assim, quatro jogadores serão desfalques diante do Sampaio Corrêa na sexta-feira (30). São eles: O lateral-direito Edilson, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o zagueiro Bruno Alves e o volante Lucas Leiva.

Lucas Leiva será um dos desfalques diante do Sampaio Corrêa. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Lucas Leiva será um dos desfalques diante do Sampaio Corrêa. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Duelos diretos pelo acesso dominam estratégia de Renato Portaluppi

Em entrevista coletiva após a partida contra o Sport, Renato admitiu o pedido e declarou que quer ter todo o seu elenco disponível para os jogos contra Londrina e Bahia, no mês de outubro:

"Pensei em queimar os cartões, limpar esses jogadores pendurados, porque temos uma viagem longa, a logística nada boa, e logo em seguida o CSA. De repente levo o grupo, pela logística canso ou perco um jogador importante para a volta, daqui a pouco estou com meio time e cansado." declarou o técnico tricolor.

Se as suspensões geram desfalque, o Grêmio contará com o retorno do meia Villasanti, que viajou com a seleção paraguaia para a Data-FIFA. Ainda existe a expectativa do retorno de mais alguns atletas que estão entregues ao Departamento Médico, como o zagueiro Kannemann e o lateral-esquerdo Nicolas.

Com 53 pontos conquistados, o Grêmio ocupa a 2ª posição da série B. Internamente, a estimativa é de que 2 vitórias são suficientes para o time confirmar o acesso matematicamente.