O Grêmio se prepara para mais um duelo direto por sua consolidação no G-4 da série B do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (11), o tricolor enfrenta o Vasco, às 16h, e com expectativa de quebra de recorde de público de seu estádio na atual temporada. A volta de Renato Portaluppi é um dos atrativos para a presença massiva do torcedor.

Entretanto, o "novo" comandante gremista precisa quebrar um tabu incômodo em suas trajetórias no clube. Isso porque nas outras 3 oportunidades em que treinou o clube, não teve uma estreia vencedora: Foram 2 derrotas e 1 empate.

Em 2010, Renato enfrentou o Goiás em casa e foi derrotado pelo placar de 2x0. A partida, que foi válida pela Copa Sul-Americana, iniciou um ciclo que seria extremamente positivo, já que com Renato o tricolor teve grande recuperação e terminou na 4ª posição do Campeonato Brasileiro no mesmo ano.

Já em 2013, Renato foi contratado após a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Sua estreia, que aconteceu no dia 6 de julho, foi diante do Athletico, fora de casa, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com gol de Barcos, o tricolor empatou por 1x1 e mais uma vez, Renato foi peça fundamental da campanha que terminou como vice-campeão brasileiro.

Renato tem tabu negativo em estreias pelo Grêmio. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Renato tem tabu negativo em estreias pelo Grêmio. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Em 2016, Renato foi contratado em contexto parecido com o deste ano: Após a demissão de Roger Machado. No dia 21 de setembro o tricolor foi derrotado pelo placar de 1x0 para o Athletico pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O resultado negativo só não foi mais triste por conta da classificação tricolor na decisão por pênaltis e que é considerado o início do ciclo vitorioso do clube.

Grêmio e Vasco estão separados por apenas 2 pontos na tabela. Quem vencer dará um grande passo para a confirmação do acesso. Pelo Grêmio, Renato comandou o clube em 411 jogos, com 231 vitórias, 108 empates e 90 derrotas. Seu aproveitamento é de 60.58%.