O Grêmio observa com atenção os últimos dias da janela de transferências no futebol europeu. E nos últimos dias, o clube recebeu uma proposta oficial por um dos destaques do seu elenco: Trata-se do meia Bitello. O mais novo interessado em seu futebol é o Feyenoord, tradicional clube holandês.

A informação divulgada pelos jornalistas Gustavo Berton e André Plihal, do canal ESPN, é de que os holandeses ofereceram a quantia de 7 milhões de euros (R$ 37 milhões na cotação atual) para ter o jogador em definitivo. O destino inclusive agrada o jogador, que vê como uma boa porta de entrada na Europa.

O valor exigido pelo Grêmio para vender Bitello

Desde o fim do Campeonato Gaúcho, o Grêmio avalia que o valor de mercado de Bitello seja de 13 milhões de euros (R$ 68,5 milhões) e pede uma quantia próxima a isto para se desfazer do meia. Vale lembrar que o tricolor possui apenas 70% dos direitos econômicos do atleta e os outros 30% pertencem ao Cascavel, do Paraná.

Grêmio recebeu proposta do Feyenoord por Bitello. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Grêmio recebeu proposta do Feyenoord por Bitello. (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Neste ano, diversos clubes europeus já buscaram informações sobre a situação contratual de Bitello. Seu atual vínculo com o Grêmio vai até dezembro de 2025 e sua multa rescisória é mantida em sigilo entre as partes. Mesmo sendo uma peça fundamental do time, seu salário é um dos menores do elenco profissional.

Duas ofertas já foram recusadas, sendo ambas do Mônaco, da França. A primeira oferta foi de 8 milhões de euros, enquanto a segunda foi de 10 milhões de euros. O Grêmio considerou a quantia insuficiente.

Outro ponto importante é que Bitello trocou recentemente de empresário. Há cerca de um mês, seu representante é Maickel Portela, que também representa outros jogadores do clube, como o zagueiro Pedro Geromel.